15/05/2008

ATUALIDADE (PARTE I)

"O que vos mando é que vos ameis uns aos outros. Se o mundo vos odeia, sabei que odiou a mim antes que a vós. Se fôsseis do mundo, o mundo vos amaria como sendo seus. Como, porém, não sois do mundo, mas do mundo vos escolhi, por isso o mundo vos odeia." (Jo 15, 17-19)




Na semana passada, a notícia (um pouco ofuscada pelo caso da Isabella Nardoni) da absolvição do Bida, o fazendeiro que havia sido acusado de ser mandante do assassinato da irmã Dorothy, deixou muitos brasileiros indignados. O Pará registrou, nos últimos 33 anos, 772 assassinatos de trabalhadores rurais e de pessoas que os apoiavam. Somente em três casos houve o julgamento de mandantes dos crimes. Apoiados por essa impunidade, as ameaças continuam sendo constantes naquela região. É de conhecimento geral que trezentas pessoas, entre religiosos, líderes sindicais e de movimentos sociais, estão sob ameaça de morte no interior do Pará por denunciarem crimes como grilagem, extração ilegal de madeira e exploração de mulheres.

Fato, que no exterior, teria criado um movimento muito grande de solidariedade e investigação. Mas aqui, a corrupção está na estrutura e muitas vezes membros desta estrutura matam aqueles que deveriam proteger.

Para quem não se lembra, irmã Dorothy , foi covardemente assassinada com seis tiros, aos 73 anos de idade, quando se dirigia a uma reunião com agricultores no interior de Anapu, em fevereiro de 2005.

O pistoleiro Rayfran das Neves Sales, vulgo Fogoió, foi preso e confessou o crime. Em depoimento à policia, ele disse que cometeu o assassinato a mando de Vitalmiro Bastos Moura (Bida).

No primeiro julgamento, Rayfran foi condenado a 27 anos de prisão, mas a defesa alegou falhas técnicas no processo e a sentença foi anulada. No segundo ocorreu a mesma coisa e no terceiro o pistoleiro mudou sua versão da história, inocentou Bida e disse que ele mesmo havia comprado a arma e cometido o crime.

Já Vitalmiro foi considerado culpado e condenado a 30 anos de prisão em 2007. Pelo tempo que ficaria na cadeia lhe foi concedido mais um julgamento. No último, que terminou no dia 5 de maio, o fazendeiro foi absolvido, causando a revolta e o sentimento de injustiça em todos aqueles que conviveram com a missionária.

A morte de Dorothy foi encomendada por fazendeiros pelo valor de R$ 50 mil, segundo as investigações. De acordo com a Promotoria, a missionária defendia a criação de assentamentos para sem-terra na região, o que desagrava fazendeiros.

Outros já foram condenados por envolvimento no assassinato, como O agricultor Amair Feijoli da Cunha, o Tato. Acusado de ter contratado os pistoleiros, foi condenado a 18 anos de prisão, após ter a pena reduzida por colaborar com as investigações. Já Clodoaldo Batista, que estava com Rayfran na hora do crime, foi condenado a 17 anos por co-autoria.

6 comentários:

Vinicius disse...

Pooo...axei legal hein...sempre bom nos manter informado!

Msm q com coisas q n agradam mto neh! =/

Lele disse...

Também acho importante nos mantermos informados...e é uma pena que uma barbaridade dessa tenha ficado sem uma solução clara. :(

Allan Viana Júnior - (DJ NANAN) disse...

è esse tipo de coisas q temos de noticiar aqui no blog, sem nos esquecer das coisas do grupo, não podemos perder a oportunidade de informar e agir.

Peço que uqe fez o post só confirme se foi de autoria própria ou retirado de alguma fonte, pois caso tenha sido cópia de algum lugar faz-se necessário citar a fonte, para promovê-la e também para não fazermos plágio, que é crime.

Abraços,

Dj nanan

ra disse...

dj nanan!!
olha so... alguns trechinhos foram modificados e retirados de algumas reportagens (como os dados e números e tal)....
mas no geral o texto foi feito por mim e por filipe ! :)
ah! tivemos ajuda de pâmella e tininha q leram e corrigiram algumas coisas! o/
Bjão!!!

Bruna Grobberio disse...

Putz... essas not�cias revoltam demais!!!
Ainda bem que temos o consolo da justi�a de Deus pq a dos homens realmente � muito falha...
Olha esta passagem... (pelo menos quando vejo casos assim ela me conforta muito):
"Bem-aventurados os que t�m fome e sede de justi�a, porque ser�o saciados" Mt 5,6
bjos pessoal!

Rodolfo disse...

Nosssaa... essa mulher serviu muito a Deus!!!
Incomodou demais as pessoas ao redor dela né? Caracaa!!
Amou mto a Deus! Acho que é assim, amar é condição pra servir...Ama-se mto, serve-se mto!!! Teve mta disposição... E é triste saber que muitos no nosso mundo não sabem amar... Doída essa notícia aí! =/
Triste mesmo...

Deus nos abençoe!
:)